Como perder gordura da barriga: uma estratégia eficaz para entrar em forma
Nutrição

Como perder gordura da barriga: uma estratégia eficaz para entrar em forma

Você sofre constantemente de inchaço ou indigestão após as refeições? Você está sempre cansado, irritado ou incapaz de pensar com clareza? Sua pele fica com erupções cutâneas ou acne?

Todos esses problemas - junto com muitos outros - podem ser sintomas de Candida. O supercrescimento de Candida é um problema comum que afeta mulheres e homens adultos e, para superá-lo, é necessário um plano de ataque abrangente.

Índice

  1. O que é o supercrescimento de Candida?
  2. 5 sintomas comuns de crescimento excessivo de Candida
  3. Como tratar o crescimento excessivo de Candida
  4. Dicas para uma digestão mais saudável

O que é crescimento excessivo de Candida?

Candida albicans é um tipo de levedura que vive naturalmente no trato gastrointestinal e em outras partes do corpo. Normalmente, Candida não causa problemas e pode até desempenhar um pequeno papel em ajudar na digestão. As bactérias "boas" em seu intestino trabalham para manter a levedura Candida sob controle.

No entanto, se o equilíbrio entre as bactérias boas e más for interrompido, a Candida pode crescer fora de controle. Isso leva a uma infecção conhecida como Candidíase e uma série de problemas de saúde desagradáveis.

Aqui estão os cinco sintomas mais comuns de supercrescimento de Candida.

5 sintomas comuns de supercrescimento de Candida### 1. Aftas recorrentes ou infecções do trato urinário

As infecções vaginais, também conhecidas como aftas, são um sintoma comum de Candida. A levedura Candida vive na área genital, especialmente na vagina. Na verdade, estima-se que cerca de 75% das mulheres terão uma infecção vaginal por fungos pelo menos uma vez na vida. Metade dessas mulheres terá uma ou mais infecções recorrentes.

Os sintomas de aftas ou infecções vaginais por fungos incluem coceira, vermelhidão e dor durante o sexo. Um corrimento vaginal espesso e branco também é comum. A candidíase pode afetar mulheres e meninas de todas as idades, embora seja improvável que ocorra antes da puberdade ou após a menopausa.

Os fatores de risco para o desenvolvimento de infecção vaginal por fungos incluem gravidez, tratamento recente de antibióticos, diabetes ou sangue alto níveis de açúcar e uma história de DSTs.

Um crescimento excessivo de Candida também pode levar a uma infecção do trato urinário (ITU). Isso é mais comum em idosos, hospitalizados ou pessoas com sistema imunológico comprometido. Os sintomas de ITU incluem ardor ao urinar, uma vontade frequente de urinar, urina escura, urina com cheiro forte ou dor no abdômen inferior.

2. Problemas digestivos

Embora todos soframos de indigestão ou inchaço de vez em quando, o desconforto constante depois de comer é um sinal de que nem tudo está bem no sistema gastrointestinal. Isso geralmente ocorre devido a um desequilíbrio entre as bactérias "boas" e "más" que vivem em seus intestinos.

Suas bactérias boas são cruciais para o processo de fermentação que permite que seu corpo decomponha os alimentos que você ingere. e absorver nutrientes. Eles também ajudam na digestão de amidos, fibras e vários outros compostos.

No entanto, se seu intestino estiver sobrecarregado por bactérias e leveduras "ruins", você provavelmente terá problemas digestivos, como constipação, diarreia, náuseas, gases, cólicas ou inchaço.

O crescimento excessivo de leveduras costuma ser responsável por um desequilíbrio no microbioma intestinal. Também está associado a várias condições gastrointestinais digestivas, como colite ulcerativa e doença de Crohn.

Além disso, vários estudos em animais mostraram que a colonização por Candida no intestino pode levar à inflamação que promove mais colonização. Isso pode levar a um ciclo vicioso no qual a inflamação de baixo nível continua a apoiar a disseminação de Candida e pode até contribuir para a doença inflamatória intestinal.

Tanto as doenças inflamatórias intestinais quanto o crescimento excessivo de Candida estão associados a níveis aumentados de citocinas pró-inflamatórias.

3. Infecções fúngicas da pele e das unhas

Sua pele e unhas também são o lar de muitas espécies de bactérias benéficas que ajudam a prevenir a propagação da levedura Candida. No entanto, se uma mudança em seu ambiente ou estado de saúde afetar a temperatura ou os níveis de umidade de seu corpo, suas bactérias benéficas podem ter dificuldade em controlar a levedura Candida.

Temperaturas, umidade e acidez mais altas podem causar algumas bactérias e leveduras crescem fora de controle. Isso pode ser causado por certos climas ou condições de saúde, mas também por cosméticos, sabonetes e outros produtos tópicos para cuidados da pele.

Embora as infecções por Candida na pele possam afetar qualquer parte do corpo, seus locais principais são as áreas que são quentes e úmidas. A maioria das infecções por Candida ocorre na virilha, nas axilas ou nos pés. Os sintomas incluem coceira e erupção na pele.

4. Baixa energia e fadiga

Embora a fadiga seja uma doença comum na vida moderna, também é um sintoma em quem sofre de Candida. Há muitas maneiras pelas quais um crescimento excessivo de levedura Candida pode contribuir para a baixa energia e exaustão consistente.

Quando o equilíbrio do seu microbioma intestinal é interrompido pela Candida, sua função digestiva é menos eficiente. Isso pode levar a deficiências nutricionais porque seu corpo é incapaz de decompor os alimentos adequadamente. Os baixos níveis de vitamina B6, ácidos graxos essenciais e magnésio geralmente estão relacionados ao cansaço e à fadiga. A deficiência de magnésio costuma estar associada à fadiga.

Além disso, um sistema imunológico enfraquecido também pode contribuir para níveis baixos de energia. Se o seu microbioma intestinal for comprometido pela levedura Candida, ele não será capaz de combater outros patógenos invasores e doenças com a mesma eficiência. Isso pode deixá-lo mais suscetível a infecções e sofrendo de exaustão crônica.

Alguns médicos acreditam que o crescimento excessivo de Candida pode estar relacionado à síndrome da fadiga crônica.

5. Problemas mentais e de humor

Mudanças de humor, ansiedade, desânimo, irritabilidade, memória fraca e confusão mental são frequentemente atribuídos a hormônios ou estresse, mas nem sempre é o caso. O supercrescimento de Candida é uma das principais causas de problemas de mente e humor que podem dificultar a vida.

A pesquisa mostrou um eixo intestino-cérebro em que nossos cérebros estão inextricavelmente ligados ao trato gastrointestinal. Na verdade, até 95% da nossa serotonina (o neurotransmissor responsável por regular o humor) é produzida no intestino. Baixos níveis de serotonina podem resultar em transtornos do humor, como depressão, ansiedade e irritabilidade.

É por esta razão que a maioria dos medicamentos antidepressivos funcionam bloqueando os receptores de serotonina do cérebro, porque isso permite que mais serotonina "permaneça" no cérebro.

Um crescimento excessivo de levedura Candida pode suprimir o produção de neurotransmissores, como a serotonina, interrompendo a capacidade do corpo de criá-lo. Candida também quebra a parede do seu intestino e ganha acesso à corrente sanguínea, onde pode liberar subprodutos tóxicos.

Um dos mais graves desses subprodutos é o acetaldeído, que também pode reagir com o neurotransmissor dopamina. Isso pode afetar o bem-estar mental e levar ao desenvolvimento de ansiedade, ataques de pânico, depressão, falta de concentração e neblina cerebral.

Como tratar o crescimento excessivo de Candida

Se você se identificou com os sintomas acima, agora é um bom momento para começar a tratar a raiz de seus problemas: crescimento excessivo de Candida.

A dieta é um fator importante no crescimento excessivo, então seu tratamento deve começar reexaminando os alimentos que você ingere todos os dias.

Tente limitar a ingestão de açúcares e carboidratos simples, pois esses são o principal 'combustível' para a levedura Candida. Você também deve adicionar muitos alimentos antifúngicos e suplementos aos seus cardápios diários, como alho, orégano, óleo de coco e tomilho.

Probióticos e alimentos fermentados também ajudam a restabelecer o equilíbrio de bactérias boas em seu intestino, o que ajudará a combater o crescimento excessivo de fermento. Isso é particularmente importante após um curso de antibióticos, pois eles podem esgotar gravemente o número de bactérias boas em seu intestino.

Dicas para uma digestão mais saudável

Crédito da foto em destaque: Christopher Campbell via unsplash .com